11 de dezembro de 2008

FACE TO FACE

Cara a cara -- meu adorável inimigo
Boca a boca -- sopros de um céu em chuva

Mão no coração -- tica tac toe
Sob as estrelas -- nus enquanto flutuamos

De rosto colado -- o doce amargo
Comete seu crime em sua hora mortal
É tão divino -- eu quero me entregar
Eu quero esta alegria mas algo me
diz que eu devo resistir

Uma outra vida -- um outro tempo
Nós somos gêmeos siameses
contorcendo-se um no outro
Cara a cara -- sem mentiras
As máscaras caem para revelar
um novo disfarce
Você nunca pode vencer --
é o estado em que me encontro
O perigo excita e o meu conflito mata
Dizem para seguir seu coração --
segui-lo até o final
Mas como você pode fazê-lo --
quando está dividido em dois?

E você nunca saberá
Você nunca saberá

Mais um beijo -- antes de morrermos
Cara a cara -- e sonhando em voar

Quem é você? -- quem sou eu?
Vento sob as asas -- dois anjos caindo

Morrer assim -- com um último beijo
É uma chama de falsidade -- é uma pena
Cara a cara -- as paixões respiram

Eu odeio ficar mas, então, odeio ir embora
E você nunca saberá
Você nunca saberá

[Siouxsie & the Banshees]


.

10 comentários:

Conde Vlad Drakuléa disse...

Grandes e belas imagens nesse blog e o texto, sensacional como sempre, beijocas novas :)

joyce domingos disse...

amei toda sua dor,toda sua paixão.....um lindo blog...que com certeza acompanharei....

Mulherzinha Sim! disse...

Sandrinha, sumiu lá do blog. O que aconteceu???????

Bjo

Francisco Castro disse...

Olá, eu lhe desejo muito sucesso nesse ano de 2009. Que você, sua família e todos aqueles que gostem de você tenham muitas felicidades, saúde e não tenham problema de desemprego ou qualquer outro efeito negativo da crise econômica.

Excelente 2009 a todos!

Abraços

Karolina disse...

te quero bem, ainda que longe.

Sandrinha, eu ainda não sei dizer adeus.

então vou dizer "até a proxima!"

DEUS TE ACOLHA E TE DÊ O VERDADEIRO DESCANSO.

MERKEZ BURASI disse...

top class photos. Apriciate it! Very succesful blog.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um domingo e uma semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

Sr. Kleiton* disse...

Tem presente para vc lá no meu Blog!

Passa por lá?

Um beijo e boa semana pra ti!

Escrevendo na Pele disse...

Eu sinto saudades.

Escrevendo na Pele disse...

Descanse em paz minha linda.